Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais

Dirigente sobre jogo contra o Flamengo: “Se tiver público, Grêmio não entra em campo”

Publicado 8/09/2021 às 04:28

Flamengo diz que CBF não tem competência para julgar o caso | Foto: Fabiano do Amaral

A volta das torcidas nos estádios acaba de ganhar mais um capítulo polêmico. Durante o programa Ganhando Jogo, da Rádio Guaíba, o Diretor Jurídico do Grêmio, Nestor Hein, foi enfático: “Se tiver público, Grêmio não entra em campo”, referindo-se ao posicionamento do Flamengo em permitir a entrada de torcedores no confronto contra o Tricolor, no dia 15, pelo segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil. No primeiro embate, na Arena, não houve torcida.

O cenário recebeu ainda mais um componente na manhã desta quarta, quando o clube carioca divulgou nota em que se recusou a a participar de reunião do Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) com outros clubes, para a volta da torcida aos estádios, programada para hoje. A decisão sobre o retorno “escapa à competência desportiva da CBF”, diz o texto.

O resultado do encontro foi antecipado pelo repórter Rafael Pfeiffer, da Rádio Guaíba. “Conselho Técnico da CBF terminou e os clubes definiram por não ter público nos estádios até a próxima reunião, que acontece dia 28”, escreveu.

“O Flamengo é assim: O Flamengo é o Flamengo, o resto que se lixe. Eles são um órgão à parte. Então não é possível conversar com eles. Nós temos que ter uma certa ordem no futebol. Da mesma forma que agora, e as leis do futebol imperam sobre as leis de ordem geral, a CBF diz que se você jogar a primeira (partida) sem público, a segunda não pode ser com público. Atenda-se a CBF”, enfatizou Hein.

O clube carioca segue as determinações da Prefeitura do Rio de Janeiro, que acaba de liberar a presença de público nos estádios. A partir da semana que vem, entra em vigor no Rio o passaporte sanitário e a comprovação de vacinação contra a Covid-19 será uma das exigências para acompanhar in loco os jogos do clube.

A prefeitura vai exigir ainda apresentação de exame de detecção de Covid PCR negativo feito 48 horas antes do jogo, distanciamento dentro do estádio e vai impor regras rígidas para compra de ingressos. Conforme a decisão, no próximo dia 15, diante do Grêmio, 25 mil pessoas poderão comparecer ao Maracanã, equivalente a 35% da capacidade do estádio.

No início do mês, o governo Eduardo Leite autorizou o retorno do público aos estádios em competições esportivas no Rio Grande do Sul, limitando a 40% da capacidade por setor e com limite de 2,5 mil pessoas. Porém, tanto Inter quanto Grêmio ainda dependem do sinal verde da CBF e também dos demais clubes que participam do Brasileirão. Afinal, há um acordo para que os torcedores voltem ao mesmo tempo em todas as praças do Brasil, preservando a equidade da competição. Acordo esse, caso seja liberada a presença dos torcedores na partida do tricolor, será quebrado pelo Flamengo.

por CP