Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais

Sistema que facilita abertura de empresas agora abrange 454 municípios no Rio Grande do Sul

Publicado 26/08/2021 às 08:08

Os quatro últimos municípios que aderiram à Rede são Centenário, Crissiumal, Passa Sete e Quevedos
Foto: Reprodução

O Estado conta agora com 454 municípios integrados à Rede Nacional para Simplificação do Redesim (Registro e da Legalização de Empresas e Negócios), beneficiando 98% das micro e pequenas empresas (MPEs) instalados no Rio Grande do Sul.

A presidente da JucisRS (Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul), Lauren de Vargas Momback, destaca que a viabilização da Redesim tem sido fundamental para facilitar a vida do empreendedor gaúcho que deseja abrir sua própria empresa. “Hoje, esse resultado representa uma conquista para todos os envolvidos no processo de implantação da Redesim no RS”, afirmou.

“A simplificação de processos que envolvem o licenciamento e registro mercantil resultam na melhoria do ambiente de negócios, incentivando o empreendedorismo nos municípios que passam a fazer parte deste processo”, disse Lauren, ressaltando que o trabalho de sensibilização da Redesim segue realizado com administradores municipais e usuários para divulgar as vantagens do sistema.

Os quatro últimos municípios que aderiram à Rede são Centenário, Crissiumal, Passa Sete e Quevedos. A ferramenta é uma parceria entre a JucisRS, Sebrae/RS e prefeituras.

Conforme o coordenador estadual da Redesimples do Sebrae/RS, Márcio Benedusi, a previsão é de que até o fim de 2021, a totalidade dos 497 municípios do RS estejam integrados à Rede.

Até o fim de 2019, houve adesão de 284 cidades. Em 2020 e 2021, foram potencializadas ações em conjunto com o governo estadual, em parceria com o Conselho Estadual de Desburocratização e Empreendedorismo, por meio do Descomplica RS. A Lei 11.597, que instituiu a Redesim permite a abertura, alteração e fechamento de empresas por meio da simplificação de procedimentos e redução da burocracia.

por O Sul