Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
Brasil de Norte a Sul 
Apresentação
Edeovaldo Dias dos Santos

INFLUENZA
Segunda etapa de vacinação inicia hoje e inclui caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e trabalhadores portuários no grupo prioritário

Publicado 16/04/2020 às 11:26
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza começa nesta quinta-feira, 16, e traz como principal novidade a inclusão ao grupo prioritário de caminhoneiros, motoristas de transportes coletivo (também os cobradores) e trabalhadores portuários.
Ainda nesta etapa serão vacinados portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais, povos indígenas, adolescentes de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e profissionais das forças de segurança e salvamento. Idosos e profissionais da saúde, que ainda não se vacinaram, seguem recebendo a imunização.

Para que possam receber a vacina, os portadores de doenças crônicas deverão apresentar atestado médico ou receita de medicamento de uso contínuo que comprove a sua condição. Para as forças de segurança e salvamento é necessário apresentar documento que comprove a atuação ou crachá funcional. Já os caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo devem possuir CNH categoria C, D e E ou crachá funcional.

A estimativa estadual é de que 8.018 pessoas façam parte deste novo grupo, mais os caminhoneiros e profissionais de transporte coletivo que não estão contabilizados. De acordo com o Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Imunizações de Erechim, estes dados são baseados no Censo Populacional 2010 estimativa 2012. “No entanto, Erechim estima, por meio de base de dados municipais, que apenas portadores de doenças crônicas somem mais de 10 mil pessoas. Acrescentando a este número as demais pessoas que se incluem no grupo prioritário para esta segunda fase, teremos mais de 15 mil pessoas a serem vacinadas nesta etapa”, avalia o órgão.

Ainda segundo a Vigilância, cada remessa de doses da vacina enviada pelo Ministério da Saúde é calculada em base de dados populacionais que já estão desatualizados, sendo que o quantitativo recebido é muito inferior ao necessário. “Foram recebidas até o momento 15.090 doses e as remessas continuarão semanalmente até o dia 22 de maio, com o término da campanha”, enumera a prefeitura. “O município de Erechim já vacinou até o momento 12.430 idosos, atingindo 93% da população estimada e 2.320 profissionais da saúde.”

PUBLICIDADE