Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
Canto Nativo
Apresentação Docimar Schmidt
Nos Horizontes do Mundo
Apresentação
Edeovaldo Dias dos Santos

Bolsonaro quer CPI para apurar gestão da Petrobras: “Inconcebível reajuste com lucros exorbitantes”

Publicado 17/06/2022 às 05:25

Petrobras pode ser alvo de CPI, afirma Bolsonaro | Foto: Geraldo Falcão / Agência Petrobras / Divulgação / CP

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (17) que vai propor a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar irregularidades na gestão da Petrobras. A declaração foi dada no mesmo dia em que a estatal anunciou um reajuste no preço dos combustíveis.

“Eu conversei agora, há poucos minutos, com o Arthur Lira [presidente da Câmara dos Deputados], ele está nesse momento reunido com líderes partidários. E a ideia nossa é propor uma CPI para investigar o presidente da Petrobras, os seus diretores e também o conselho administrativo e fiscal”, disse Bolsonaro durante entrevista a uma emissora de rádio de Natal, no Rio Grande do Norte.

“Porque nós queremos saber se tem algo errado nessa conduta deles porque é inconcebível se conceder um reajuste com o combustível lá em cima e com os lucros exorbitantes que a Petrobras está tendo”, prosseguiu.

A Petrobras anunciou que vai reajustar os preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras a partir deste sábado (18). Com a atualização, o preço médio de venda de gasolina passará de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro – alta de 5,2%. O valor do diesel subirá 14,3%, passando de R$ 4,91 para R$ 5,61 o litro.

Com a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço para os motoristas passará de R$ 2,81, em média, para R$ 2,96 a cada litro vendido nos postos. É o primeiro reajuste do combustível em 99 dias.

“A coisa mais importante é trocar o presidente e os diretores da Petrobras. Esperamos poder conseguir fazer isso nos próximos dias porque não depende de uma canetada do ministro, tem que negociar com o conselho, uma coisa inconcebível. Quando acontece alguma coisa de errado na Petrobras, botam a conta em mim e no ministro das Minas e Energia. Hoje nós não temos condições de interferir nessas questões da Petrobras. A CPI é o caminho”, afirmou Bolsonaro.

‘Traição’

O presidente Bolsonaro afirmou que os gestores da Petrobras traem o povo brasileiro no momento de uma crise que não foi causada pelo Brasil, que é fruto da guerra entre Rússia Ucrânia. “É traição para com o povo brasileiro. Então o presidente da Petrobras, seus diretores e seu conselho traíram o povo brasileiro. O lucro da Petrobras uma coisa que ninguém consegue entender. É algo estúpido”, disse.

Bolsonaro afirmou que a empresa não respeita o que está previsto na Lei de Estatais ao não cumprir sua função social e não pensar no bem-estar da população. O mandatário também mencionou o lucro de R$ 44 bilhões da empresa registrado no primeiro trimestre deste ano.

“Ela lucra seis vezes mais que a média das petroleiras de todo o mundo. As petroleiras fora do Brasil reduziram margem de lucro justamente para atender os anseios da sua população num momento de crise porque isso tudo é fruto de uma guerra longe do Brasil”, disse.

Caos

Nesta manhã, Bolsonaro afirmou que a Petrobras “pode mergulhar o Brasil num caos” com o aumento nos preços dos combustíveis. A declaração foi dada pelas redes sociais no mesmo dia em que estatal anunciou o reajuste.

“A Petrobras pode mergulhar o Brasil num caos. Seus presidente, diretores e conselheiros bem sabem do que aconteceu com a greve dos caminhoneiros em 2018 e as consequências nefastas para a economia do Brasil e a vida do nosso povo”, disse Bolsonaro.

por R7