Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais

Cinco, sete ou dez dias de isolamento? Entenda a nova recomendação do Ministério da Saúde

Publicado 12/01/2022 às 07:45

Após cinco dias completos, se você não tiver sintomas, a recomendação é fazer um teste (de antígeno ou PCR). (Foto: Divulgação/Prefeitura de Goiânia)

O Ministério da Saúde divulgou, na última segunda-feira (10), novas recomendações para o isolamento de pessoas com covid-19. O período foi reduzido, mas essa redução só vale para quem não está mais com sintomas da doença.

Nesta reportagem, você vai entender melhor o que fazer segundo a nova recomendação do ministério.

1) Com 5 dias de sintomas

Após cinco dias completos (ou seja, no 6º dia), se você ainda tiver sintomas, você continua em isolamento.

Se você sentiu a garganta “arranhando” na segunda-feira, portanto, esse é o dia 1. Se, terminando a sexta-feira – ou seja, no sábado –, você continua com sintomas, mantenha o isolamento.

O mais importante, explica Alexandre Zavascki, médico infectologista e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), é esperar os sintomas se resolverem antes de sair do isolamento, independente da quantidade de dias que se passaram.

Após cinco dias completos (ou seja, no 6º dia), se você não tiver sintomas, a recomendação é fazer um teste (de antígeno ou PCR).

Se o teste vier positivo, você continua em isolamento até o 10º dia (mesmo que não tenha sintomas).

Se o teste vier negativo, você pode sair do isolamento, desde que tenha passado as 24 horas anteriores (ou seja, o dia anterior) sem sintomas respiratórios e ou febre (não vale usar antitérmico).

2) No 7º dia de sintomas

Se, no 7º dia, você está sem sintomas, você pode sair do isolamento, segundo a nova recomendação, e não precisa fazer teste. Mas atenção: só se você não tiver tido sintomas respiratórios ou febre (sem antitérmico) pelas 24 horas anteriores.

Ou seja: se o primeiro dia de sintomas foi na segunda-feira e, no domingo seguinte, você não tem mais sintomas, inclusive febre, desde o dia anterior, pode sair do isolamento (sem teste).

Se, no 7º dia, você continua com sintomas, é obrigatório fazer um teste (PCR ou de antígenos). Se o resultado der negativo, você aguarda mais 24 horas – sem ter mais sintomas respiratórios nem febre – e sai do isolamento. Se o resultado der positivo, você continua em isolamento até o décimo dia.

3) No 10º dia

Se, no 10º dia, você estiver sem sintomas, incluindo febre, há pelo menos 24 horas, pode sair do isolamento.

“Se continuar com sintomas no 10º [dia], continua isolado até 14º dia. E precisa avaliar necessidade de procurar atendimento médico. Porque, se tem sintomas no 10º dia, pode ser alguma complicação”, recomenda Bruno Ishigami, médico infectologista do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, ligado à Universidade de Pernambuco (UPE), e da Clínica do Homem, em Recife.

4) Eu vou infectar alguém se sair do isolamento com menos de 10 dias?

Não é possível afirmar com certeza.

“Ainda não há consenso na literatura científica que defenda a redução do isolamento para 7 ou 5 dias. Se não há consenso, acho arriscado e enxergo que pode nos colocar em um cenário epidemiológico ainda pior”, avalia Bruno Ishigami.

Para ele, o mais seguro é esperar os 10 dias de isolamento para evitar transmitir a doença.

“Até agora, não vi nenhum estudo [dizendo] que está tranquilo sair do isolamento com 7 dias. Tem estudos que mostram que, a partir do 5º dia, tem uma queda da carga viral – que é o que a gente associa com a maior ou menor probabilidade de transmissão – e a partir dessa queda da carga viral as pessoas decidiram reduzir para 7 dias em algumas circunstâncias e 5 dias em outras”, explica.

“Mas, do que eu tenho lido e do que eu tenho discutido com outros colegas, os 10 dias seriam o mais seguro. Em alguns casos, no 7º dia, algumas pessoas não vão estar transmitindo, mas não tem como a gente individualizar esse ponto”, diz Ishigami.

5) Posso pedir um atestado de 10 dias?

Sim – e os médicos têm autorização para conceder um afastamento mais longo, se acharem necessário, segundo Bruno Ishigami. Isso vale mesmo que você não tenha o resultado de um teste, apenas a hipótese do diagnóstico.

6) Qual teste eu faço para sair do isolamento?

A recomendação do Ministério da Saúde é que, para sair do isolamento, você faça o teste de antígeno ou o PCR.

Alexandre Zavascki, da UFRGS, recomenda o teste de antígeno para sair do isolamento – porque ele tende a ter mais a ver com a pessoa estar transmitindo ou não o vírus.

Mesmo assim, o teste não é 100%. Por isso, é importante não ter sintomas para considerar sair do isolamento.

“Acho que deveria ser um complemento à ausência de sintomas. O paciente com sintomas que ainda tem febre e faz um teste de antígeno que dá negativo no 5º dia, esse paciente não deveria voltar. Porque não é o teste que vai determinar a volta: é os sintomas”, afirma.

7) O que eu faço se testar positivo, mas estiver sem sintomas?

O documento mais recente do Ministério da Saúde não inclui orientação para casos em que a pessoa nunca teve sintomas.

Um documento anterior, da Anvisa – que é subordinada ao ministério –, divulgado em julho de 2021, recomendava dez dias de isolamento para casos em que a pessoa faz o teste sem sintomas – para rastreio – e recebe resultado positivo.

8) Qual o tempo de isolamento se eu estiver com gripe (Influenza)?

7 dias.

por O Sul