Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
Momento Nativo
Apresentação de Paulo Frizzo
Panorama de Notícias
Apresentação Amílton Drew e Edilon Flores
PUBLICIDADE

Com lote da AstraZeneca, RS deve vacinar 61% dos profissionais de saúde

Publicado 25/01/2021 às 07:59

Governo do Estado RS

Ontem chegou no Salgado Filho um carregamento da Índia com 116 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, que ainda este ano será desenvolvida no Brasil em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). No RS, os imunizantes começaram a ser distribuídos hoje por avião e por terra para todas as Coordenadorias Regionais de Saúde, e a aplicação deve iniciar imediatamente. Do total, 32 mil unidades da vacina ficam na Capital. Somados aos lotes da CoronaVac, distribuídos na semana passada, o Rio Grande do Sul soma 457 mil doses de imunizantes disponíveis para os grupos prioritários.

A diretora de ações em Saúde do Estado, Ana Costa, disse que as doses da CoronaVac, que ainda seguem sendo aplicadas, irão contemplar 100% de idosos em asilos e indígenas em aldeia, além de 34% dos trabalhadores de saúde. As novas doses da AstraZeneca devem elevar para 61% o número de profissionais de saúde vacinados. Em Porto Alegre, o secretário de Saúde, Mauro Sparta, explicou que, a partir do momento que todos os profissionais de saúde forem vacinados, o critério para a fila de vacinação será a idade, a começar por idosos acima de 75 anos.

Até ontem Porto Alegre já tinha vacinado 20 mil pessoas em uma semana – um ritmo de aplicações per capta maior que Rio de Janeiro, São Paulo e Florianópolis. Quinta foi o dia com o maior número de doses aplicadas, com 7 mil. Se fosse possível manter nesse ritmo de doses por dia, toda a população da Capital seria imunizada em pouco mais de seis meses. Aqui tem um painel da Prefeitura atualizado várias vezes ao dia com o total de doses aplicadas. Em todo o Estado, foram aplicadas doses em mais de 76 mil pessoas.

Sem produção em massa da vacina, as doses devem, contudo, acabar em breve. No horizonte, a Anvisa aprovou na sexta o uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac e, dessas, 900 mil doses foram liberadas na sexta.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE