Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
Momento Nativo
Apresentação de Paulo Frizzo
Panorama de Notícias
Apresentação Amílton Drews e Edilon Flores

Entenda a polêmica do áudio que abalou o vestiário do Internacional

Publicado 23/11/2021 às 01:43

Áudio de Paulo Paixão ganhou repercussão nas redes sociais e complicou situação no Internacional – GettyImages

O final de tarde da última segunda-feira, 22, foi de muita polêmica e tensão no Internacional. O clima acabou não ficando dos melhores, depois que um áudio de Paulo Paixão viralizou nas redes sociais, onde o agora ex-preparador físico do clube critica atletas como BoschilliaPatrick e Rodrigo Dourado. 

Nos dois áudios em foram vazados nas redes sociais, Paulo Paixão se mostra não ser muito favorável em relação a diversos nomes de peso do atual elenco colorado. O preparador físico chegou a chamar Boschillia de “enganador” e também sugeriu que o Internacional fizesse permutas na próxima temporada para não ter mais Patrick e Rodrigo Dourado no elenco.

As falas de Paulo Paixão não caíram bem internamente e o Internacional agiu rápido para tomar as devidas atitudes. O preparador físico, em nota oficial, pediu desculpas e revelou que não faz mais parte da comissão técnica. O Inter também fez a sua manifestação e lamentou o fato do áudio ter sido vazado e ganhado tanta repercussão.

Pelo lado dos jogadores, Boschillia foi quem se manifestou. O meio-campista lamentou as falas de Paulo Paixão e citou sua recuperação, após ter sofrido uma lesão grave no joelho. Além disso, o meio-campista garantiu que discorda em relação a todas as falas do ex-preparador físico do clube e tornou a dizer que se dedica ao máximo para recuperar o bom futebol.

Hoje chegou a mim um áudio em que meu nome é citado, então achei que era importante me posicionar. Primeiramente quero dizer que discordo do teor do áudio. Nunca “enganei” ninguém na minha carreira, por onde passei. Quero deixar bem claro também que, apesar de ter passado por um ano muito difícil, com uma recuperação de lesão muito complicada, nunca deixei de trabalhar e respeitar a gigante camisa que visto. Todos no clube sabem o profissional que eu sou e o quanto eu trabalho para estar no meu melhor”.

“Minha família vive cada dor comigo, cada dia ruim… Eles sabem o quanto eu me importo e o quanto eu me cobro para ser o melhor possível todos os dias. O quanto eu gosto da minha profissão, o quanto eu gosto de vestir a camisa do Inter. Infelizmente, nesta temporada ainda não consegui ajudar da forma que eu gostaria. Mas estou sempre me dedicando ao máximo para jogar e atingir meu melhor nível sempre que eu entro em campo. Obrigado!“, escreveu.

CONFIRA O PAULO PAIXÃO DISSE NOS ÁUDIOS!

O PRIMEIRO ÁUDIO

Fala, meu cumpadi, bom dia! Coisa boa saber que vocês estão bem aí, tá? Graças a Deus, né! Por aqui também estamos todos bem, graças a Deus. Fui dormir três horas da manhã, nossa! Esses jogos nesses horários são desgastantes. Te prende o dia todo. Depois, entra na noite, na madrugada… Mas tudo bem!
Nosso sentimento de vestiário também é esse, de que as nossas forças não foram suficientes porque o adversário é melhor. Isso aí é fundamental. Então, a torcida tem que entender isso. A gente fica feliz quando vê esse tipo de reação o torcedor entender que seus esforços não foram… Não se deixou de ter trabalho, de buscar. Porém, o adversário é melhor.
isso é igual boxer. Boxer está esforçado, está lutando, o outro está só na técnica e daqui a pouco ‘tum’, vai, foi. É o que o Flamengo fez. Dormimos uns 15 minutos ali, 12 minutos, eles fizeram os gols, depois o time buscou. Mas aí, amigo… Aí você, malandro da bola, sabe como que é.
Tem que ter alguém, não adianta ser dois, três. Tem que ter a metade. Mas está legal. O nosso campeonato é com o Corinthians, com Fluminense, que vai ser quarta-feira. Isso aí já foi conversado no vestiário, entendeu? E nós temos que trazer pontos fora, temos que buscar. E nada melhor que esse jogo contra o Fluminense. Eles ganhando hoje (domingo) ou não do América, se empatar, não importa. A decisão é com eles quarta-feira. E vamos buscar.
Valeu, cumpadi? Obrigado sempre por essa força. Você é da bola, tem essa experiência e sei que está junto da gente no vestiário, com nosso pensamento. E sei que esse sentimento também é de outros. Mas é um sentimento que o senhor está dentro, tem a nossa amizade, nosso carinho, nosso respeito, amizade íntima. Então sabe que a gente faz ali, né.
Porque é assim, né. No futebol, se você não souber por que perdeu, por que ganhou, para, entendeu? Então, nosso sentimento foi esse e bola para frente, vamos continuar o trabalho. Time está correndo, graças a Deus. Então, essa é a tônica para a gente buscar nesses quatro jogos finais aí a pontuação necessária.

O SEGUNDO ÁUDIO

Fala, meu cumpadi, desculpa aí estender um pouco mais. Ainda tem outra dificuldade. O Diego (Aguirre) olha para trás, para o banco, é só garoto. É o Boschilia enganador, que não é mais garoto ali, mas tudo garoto. Time vai ter que contratar.
Se quiser fazer alguma coisa para o ano que vem, vai ter que contratar. E trocar umas peças que já estão com muito tempo de clube, sabe. Fazer uma permuta. Patrick com não sei quem, Dourado com não sei quem, Cuesta… Entendeu? Tem que renovar, cumpadi. É muito tempo ali, enfim. É difícil.
treinador olha para trás assim, aí o Renato olha para trás, caramba! Arrascaeta, não sei quem. Quer dizer, é esse entendimento, nós somos da bola há muito tempo. Mas é fundamental esse papo de roda, entendeu? Ele vai ajudando. Acima de tudo, a gente tem conversado com o presidente tudo isso.
Não dá para olhar para trás e “vou fazer o quê?”. Não pode ser assim, não, entendeu? Vamos ver. Valeu, meu cumpadi, desculpe aí. Mas é fundamental conversar com você, o senhor tem esse entendimento, é da bola, para dar essa espalhada na rapazeada. Beijo no coração, meu cumpadi! Ótimo domingo!

O PEDIDO DEMISSÃO E A MANIFESTAÇÃO DE PAULO PAIXÃO!

Olá, pessoal. Estou aqui para fazer um comunicado, houve um vazamento de áudio no qual fiz o desabafo com um amigo em particular. Infelizmente esse áudio vazou. Após esse vazamento, procurei meu diretor-executivo e pedi demissão. Nestes 47 anos de profissão, e peço desculpas aos jogadores, direção, comissão técnica, funcionários e torcedores do Inter, em todo esse tempo de profissão jamais me ocorreu isso“, afirmou.

“É um momento no qual eu tenho que entender que se eu errei, tenho que assumir o erro. Estarei na torcida. Com o trabalho desenvolvido com o Diego Aguirre dentro do vestiário, com certeza os atletas irão alcançar o objetivo que é a classificação para a Libertadores. Estarei em casa torcendo como nunca, fervorosamente, para que esse grupo junto com a direção, funcionários, comissão técnica e os torcedores, atinjam o objetivo. O Inter é grande, o Inter é campeão mundial“.

A MANIFESTAÇÃO DO INTERNACIONAL!

O Sport Club Internacional comunica que o Coordenador de Preparação Física Paulo Paixão pediu demissão do cargo. O profissional procurou o diretor-executivo Paulo Bracks e alegou não ter mais ambiente para seguir no Clube.
Paixão lamenta o episódio da divulgação de um áudio privado e pede desculpas ao grupo de jogadores e ao Internacional. O Clube agradece pelos serviços prestados e deseja sorte na sequência de sua carreira”, escreveu.
por SportBuzz