Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais

Lacen recebe equipamento que agilizará liberação de testes para Covid-19

Publicado 9/09/2020 às 02:20
Lacen recebe equipamento

Lacen recebe equipamento que agilizará a liberação dos testes para Covid-19  |  Foto: Divulgação SES/RS

O Laboratório Central do Estado (Lacen/RS) recebeu nesta semana um novo equipamento para os exames de biologia molecular que fazem a detecção do novo coronavírus. Trata-se de um extrator, responsável por uma das etapas do processo que identifica o material genético do vírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19. A previsão é de que proporcione maior agilidade na liberação das cerca de 400 análises feitas todos os dias, já que ele substitui uma tarefa hoje feita manualmente. Na última sexta-feira (4/9), a equipe passou por um treinamento de uso.

O aparelho é uma cedência em comodato do Ministério da Saúde à Secretaria da Saúde (SES). Para o início da utilização, o Estado ainda aguarda os insumos específicos para o processo. A previsão é de que essa entrega ocorra nos próximos dias.

Função do equipamento
O extrator é utilizado em uma das etapas inciais da testagem das amostras de secreções de vias aéreas de casos suspeitos de Covid-19 que o Lacen recebe. Esse material é levado ao aparelho para que dali sejam extraídos os materiais genéticos (RNA). Para isso, ele realiza uma sequência de reações químicas e mecânicas. Até hoje, esses passos são realizados de forma manual, levando até 2 horas e 30 minutos, enquanto a automatização permitirá que seja feito em menos de 30 minutos. Após, as amostras são encaminhadas para um segundo equipamento, chamado de RT-PCR, que faz a identificação do vírus.

De acordo com a SES/RS, a capacidade de testagem no Lacen ainda será mantida em cerca de 400 testes por dia, mas a previsão é que com o extrator o tempo para esse diagnóstico seja mais rápido. Atualmente, o laboratório consegue liberar os resultados em até dois dias para 90% dos casos (e em até três dias para 99% dos casos). Desde o início da pandemia, cerca de 50 mil amostras já foram testadas no Lacen.

PUBLICIDADE