Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
Toque Sertanejo
Apresentação
Docimar Schmidt e Paulo Frizzo
Rádio Cidade
Apresentação Francisco Basso Dias

MEC vai lançar edital com novos prazos para o Prouni

Publicado 16/04/2020 às 11:00

O Ministério da Educação (MEC) vai lançar um novo edital do Programa Universidade para Todos (Prouni). O objetivo é não prejudicar candidatos que estão na lista de espera e aguardam análise de documentos ou que não tiveram a oportunidade de comprovar informações junto às instituições de ensino superior.

As atividades foram suspensas por conta da paralisação de diversos serviços em estados e municípios durante a pandemia do coronavírus. Mais de 90 mil pessoas que concorrem a bolsas de estudo remanescentes do programa encontram-se nessa situação.

“Passamos por um momento inédito no País. Gostaríamos de tranquilizar os estudantes. Assim que tudo se normalizar, o MEC dará o prazo que for necessário para concluir essa etapa. Quem preencher os requisitos será contemplado com a bolsa de estudos e poderá fazer seu tão sonhado curso superior”, afirmou o secretário de Educação Superior do MEC, Wagner Vilas Boas de Souza.

Para reduzir o impacto, o Ministério já havia suspendido, por tempo indeterminado, o período da lista de espera do programa. As mudanças foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU). O Prouni é o programa que oferece bolsas integrais (100%) e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior.

A lista de espera é mais uma oportunidade para candidatos que não foram pré-selecionados na primeira e na segunda chamadas conseguirem uma bolsa pelo programa. Os estudantes são classificados por curso e turno, seguindo as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019.

Entenda as etapas do ProUni

Consulta à oferta de vagas – Em 27 de fevereiro, o MEC disponibilizou a consulta da oferta de 252.534 bolsas no sistema do programa. Foi o maior número de vagas em processos seletivos de primeiro semestre. Ao todo, 1.346 instituições privadas de ensino superior participam do Prouni.

Inscrições – As inscrições ficaram disponíveis de 28 de janeiro a 1º de fevereiro. Foram registradas 1.507.807 inscrições, feitas por 782.497 pessoas. O número de inscrições é maior que o de inscritos porque cada participante pode escolher até duas opções de instituição, curso e turno.

Resultado dos pré-selecionados – Foi divulgado em 4 de fevereiro. Os alunos pré-selecionados entraram no sistema do Prouni para conferir o resultado.

Comprovação das informações e eventual processo seletivo próprio das instituições (primeira chamada) – De 4 a 11 de fevereiro, os estudantes tiveram que levar a documentação para comprovação das informações apresentadas no ato da inscrição.

Registro no SisProuni e emissão dos termos pelas instituições (primeira chamada) – De 4 a 14 de fevereiro, as instituições enviaram informações com as bolsas da primeira chamada que foram preenchidas.

Segunda chamada – O MEC divulgou os resultados da segunda chamada em 18 de fevereiro. Os pré-selecionados nessa fase tiveram de 18 a 28 de fevereiro para comprovar as informações apresentadas na inscrição.

Registro no SisProuni e emissão dos termos pelas instituições (segunda chamada) – De 18 de fevereiro a 3 de março, as instituições enviaram informações com as bolsas da segunda chamada que foram preenchidas.

Lista de espera – De 6 a 9 de março, estudantes puderam manifestar interesse nas bolsas da lista de espera. A lista foi informada pelo MEC para as instituições de ensino no dia 12 de março. Os candidatos puderam verificar o resultado nas instituições de ensino que escolheram para estudar.

Comprovação de informações – De 13 a 16 de março, os candidatos que manifestaram interesse na lista de espera deveriam comprovar as informações junto às instituições de ensino em que pleitearam uma vaga. Nesse período, começaram as medidas de isolamento de estados e municípios em razão do coronavírus e a paralisação de atividades em instituições de ensino. Com isso, 91.764 candidatos aguardam a reabertura das instituições de ensino para realizarem a entrega da documentação ou receberem retorno das instituições de ensino sobre a vaga pleiteada.

Suspensão de prazo – Para minimizar os prejuízos da pandemia do coronavírus, o MEC prorrogou por tempo indeterminado o período da lista de espera do Prouni.

Fies
O Fies é um programa do MEC que financia cursos superiores, em instituições particulares, a estudantes que não possuem condições de arcar com os custos. Mais de 20 mil estudantes que manifestaram interesse na lista de espera estão no processo de confirmar informações junto às instituições de ensino particulares ou agências bancárias. Os processos estão suspensos também em razão da paralisação de atividades em estados e municípios.

Confira todo cronograma do Fies já realizado pelo MEC até o momento

Inscrições – Estudantes puderam se inscrever no programa de 5 a 14 de fevereiro. Cerca de 270 mil pessoas se inscreveram para concorrer a 70 mil vagas, ou seja, quase 4 candidatos por vaga.

Resultado – O MEC divulgou a lista dos pré-selecionados para as vagas do Fies no dia 26 de fevereiro.

Registro de dados financeiros – Os pré-selecionados tiveram de 27 de fevereiro a 2 de março para complementarem as informações financeiras no sistema. Em seguida, precisaram comprovar os dados junto à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino na qual o candidato fará o curso e ainda à agência do agente financeiro escolhida na hora da inscrição.

Lista de espera – Quem participou da seleção, mas não foi aprovado na primeira chamada, acabou automaticamente inserido na lista de espera. De 28 de fevereiro até hoje, o MEC “rodou” três listas de espera para contemplar estudantes com vagas que não foram ocupadas na etapa principal.

O prazo foi suspenso pelo mesmo motivo do Prouni. As mais de 20 mil pessoas que aguardam a finalização desse processo não serão prejudicadas. O MEC prorrogou, por tempo indeterminado, o período de convocação da lista de espera e prorrogou também, os prazos para comprovação de dados junto à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino e junto à agência bancária.

Após a normalização das atividades pelo país, o MEC diz que vai garantir novos prazos aos candidatos ao financiamento estudantil.

PUBLICIDADE