Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
Frequência Livre
Apresentação
Paulo Frizzo
Rádio Cidade
Apresentação Francisco Basso Dias
PUBLICIDADE

Ministro da Economia diz que o governo prorrogará o auxílio emergencial por mais dois ou três meses

Publicado 8/06/2021 às 02:45

Atualmente, as parcelas do auxílio emergencial variam de R$ 150 a R$ 375
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta terça-feira (08) que o governo vai estender o pagamento do auxílio emergencial por mais dois ou três meses até que, segundo ele, toda a população adulta esteja vacinada contra a Covid-19 no País.

Com isso, o pagamento, que estava previsto para terminar em julho, pode ser ampliado até outubro. “Possivelmente, nós vamos estender agora o auxílio emergencial por mais dois ou três meses porque a pandemia está aí”, disse Guedes.

“Os governadores estão dizendo que, em dois ou três meses, a população brasileira adulta vai estar toda vacinada. Então, nós vamos renovar por dois ou três meses o auxílio e logo depois entra, então, o novo Bolsa Família, já reforçado”, completou o ministro.

Guedes não detalhou os valores. Atualmente, as parcelas do auxílio variam de R$ 150 a R$ 375. Ele também não forneceu mais informações sobre o processo de reformulação do programa Bolsa Família, que está em estudo pela área econômica e pelo Ministério da Cidadania.

PIB brasileiro

Segundo Guedes, o PIB (Produto Interno Bruto) deve crescer entre 4% e 5% neste ano, em linha com as estimativas do mercado financeiro. Na semana passada, economistas projetaram uma expansão de 4,36% em 2021.

por O Sul