Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
Canto Nativo
Apresentação Docimar Schmidt
Programa do Sutraf
Apresentação
Sindicato Unificado da
Agricultura Familiar do Alto Uruguai
PUBLICIDADE

Municípios do RS receberão novas doses das vacinas Astrazeneca e Coronavac na sexta-feira

Publicado 29/04/2021 às 01:29

Vacinas começarão a ser distribuídas na manhã de sexta-feira pela Ceadi aos municípios gaúchos | Foto: Guilherme Almeida

O lote das vacinas AstraZeneca/Oxford Fiocruz (353.750 doses) e da Coronavac/Instituto Butantan (7,2 mil doses), com um total de 360.950 mil doses, que chegaram ao Rio Grande do Sul serão distribuídas nesta sexta-feira aos municípios gaúchos. A entrega será feita na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi) para as coordenadorias regionais de saúde.

Os lotes do imunizante contra a Covid-19 chegaram ao Estado na manhã desta quinta-feira. Os imunizantes chegaram ao Porto Alegre Airport – Aeroporto Internacional Salgado Filho às 9h50min. Por volta das 10h45min, um caminhão contratado pelo Ministério da Saúde deixou o aeroporto em direção a sede da Ceadi na avenida Ipiranga, na zona Leste de Porto Alegre.

Duas viaturas da Polícia Federal realizaram a escolta do caminhão até a sede da Central. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), com a nova remessa a ideia é avançar na vacinação do idosos (atingir 100% da faixa etária até 60 anos) e começar a vacinar pessoas com comorbidades.

Pessoas com problemas cardíacos e do pulmão, hipertensão arterial e diabetes são algumas das doenças pré-existentes que podem oferecer risco de agravamento da Covid-19. Para garantir a vacinação dos brasileiros que possuem comorbidades, o Ministério da Saúde está se preparando para atender esse público-alvo, que é o próximo grupo prioritário na fila estabelecida pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO), a partir do mês de maio.

É importante que as pessoas pertencentes ao grupo das comorbidades estejam pré-cadastradas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) ou em alguma unidade de saúde do SUS. Porém, quem não tiver inscrição, pode apresentar, no momento da vacinação, um comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco, como exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica.

A orientação do Ministério da Saúde é que pessoas com comorbidades sejam convocadas para vacinação de acordo com a sua idade, dos mais velhos para os mais jovens. Assim, serão vacinadas pessoas de 55 a 59 anos, depois de 50 a 54 anos, e assim por diante.

Na manhã de quinta-feira, a vacinação contra Covid-19 continuou somente para a primeira dose das pessoas com 60 anos ou mais em Porto Alegre. Não foi feita a aplicação de segunda dose em nenhum local.

O atendimento em 15 unidades de saúde iniciou às 8h e seguirá funcionando até às 17h, e no drive-thru do estacionamento da PUCRS, das 9h às 17h. As doses disponíveis aos idosos eram da AstraZeneca/Oxford. A vacinação nas farmácias parceiras para profissionais de saúde, de apoio e estagiários está suspensa temporariamente.

Por CP