Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
PUBLICIDADE

‘Programa RGE nos Hospitais’ possibilita economia de R$ 60,3 mil para instituições de saúde

Publicado 10/11/2020 às 07:36


Foto: Medhat Ayad/ Pexels

No início de 2020, a RGE, distribuidora de energia do Grupo CPFL, deu continuidade ao Programa RGE nos Hospitais. A iniciativa tem o objetivo de ajudar instituições públicas e filantrópicas a reduzirem suas contas de energia elétrica. Os primeiros resultados já estão sendo percebidos pelos locais onde as ações foram concluídas. Em 2020, até o mês de outubro, a RGE realizou o programa com 13 hospitais, totalizando R$ 12 milhões em investimentos e 25 instituições beneficiadas. As ações contemplam a instalação de usinas fotovoltaicas e a substituição da iluminação interna das entidades. (Confira a lista dos últimos 13 hospitais concluídos abaixo).

Com as ações de Eficiência Energética, a RGE estima que essas 13 instituições tenham uma economia de cerca de R$ 60,3 mil por mês nas contas de energia. Isso se deve às usinas fotovoltaicas, que têm capacidade total de gerar 985,6 MWh de energia ao ano. Além das usinas, outra frente de trabalho da RGE é a substituição de lâmpadas ineficientes por unidades de tecnologia LED. Foram instaladas 7.375 lâmpadas, que, além de serem até 80% mais econômicas do que as antigas, duram cerca de três vezes mais e exigem menos manutenção.

Os hospitais que já receberam as ações da RGE estão localizados em Severiano de Almeida, Jacutinga, Getúlio Vargas, Antônio Prado, São Leopoldo, Nova Petrópolis, Crissiumal, Chiapeta, Erechim, Campinas do Sul, Itatiba do Sul, Áurea e Soledade.

Segundo o analista do Programa de Eficiência Energética da RGE, Cristian Sippel, os sistemas implementados são altamente tecnológicos. “Para essas instituições é um ganho muito significativo em termos de consumo de energia, economia financeira e qualidade da iluminação. A usina opera de maneira totalmente automatizada e produz energia de qualidade. Ações como esta são de extrema importância, ainda mais em um momento tão singular pelo qual o serviço de saúde está passando no enfrentamento à Covid-19”, finaliza.

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE