Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
Disk 94
Apresentação
Paulo Frizzo
Tocando a Bola
Com Francisco Basso Dias e equipe esportiva

Testar RS: 6,8 mil amostras já foram enviadas para testagem da Covid-19 fora do Estado

Publicado 4/08/2020 às 04:28
Imagem: Divulgação SES/RS

Imagem: Divulgação SES/RS

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul iniciou, no último dia 20 de julho, o Projeto Testar RS, que amplia a testagem para detecção do novo coronavírus. Desde então, mais de 6,8 mil amostras já foram enviadas para análise fora do território gaúcho, desafogando o Laboratório Central do Estado (Lacen). Conforme a Pasta, a meta é aumentar esse número, de forma gradativa e contínua, em duas etapas, para até 7 mil testes diários. A estratégia é resultado da união de esforços da SES com o Ministério da Saúde e o programa Todos pela Saúde.

Primeira etapa
Nessa primeira etapa, são três os grupos de testagem. Para todo o Estado, passam a ser elegíveis para o exame de biologia molecular (RT-PCT) os contactantes próximos de casos positivos (por RT-PCR) entre trabalhadores e residentes de Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) e entre trabalhadores de estabelecimentos de saúde, que são respectivamente os grupos 1 e 2.

Além desses, também passam a fazer parte da estratégia todos os casos de síndrome gripal de moradores de 30 municípios do Estado, que são o grupo 3.

Foram elencadas as cidades com mais de 40 mil habitantes e que representam mais de dois terços dos casos no RS. Na próxima etapa, está prevista a ampliação da lista de cidades.

O Lacen, em Porto Alegre, e laboratórios colaboradores (UFRGS, UFCSPA e HUSM) processarão prioritariamente as amostras dos casos hospitalizados, óbitos e de unidades sentinelas. Somente no Lacen, cerca de 37 mil amostras já foram analisadas para o novo coronavírus desde o início da pandemia.

Os casos de síndrome gripal (não hospitalizados) excedentes são encaminhados para laboratórios de referência no Paraná, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Hoje, essa capacidade é para até mil amostras por dia para envio a outros Estados. Na segunda etapa, com a ampliação dos grupos a serem testados, o total de coletas diárias passaria para 3 mil por dia até atingir 7 mil por dia.

Segunda etapa
Ainda para agosto, está previsto o início da segunda etapa, com a ampliação do grupo 3 (síndromes gripais não hospitalizadas) para os demais municípios do Estado. Quando as Centrais Regionais e/ou Municipais de Triagem estejam em funcionamento também está no planejamento o início do grupo 4, formado pelos contactantes próximos dos casos confirmados de Covid-19 por RT-PCR, através do uso do aplicativo Dados do Bem, que poderá ser baixado pela população.

Mais informações podem ser obtidas no site coronavirus.rs.gov.br e na descrição completa do Projeto Testar RS.

PUBLICIDADE